Tenente Cascavel

Ainda na quinta-feira, dia 05 de março, após uma sessão de Frejat no Teatro do Bourbon Country, nossa equipe correu até o Bar Opinião para conferir o show do Tenente Cascavel, o revival das mais notáveis bandas do rock gaúcho (TNT e Cascavelletes), que tem sido um sucesso absoluto.
O show estava marcado para as 23h, mas nesse horário ainda rolava um DVD do AC/DC no telão, e a banda de abertura ainda preparava o palco.
Após a meia-noite, as Velhas do Rock, formada por Rafael Malenotti (Acústicos e Valvulados), Nando Endres (Comunidade Nin-Jitsu), Júlio Porto (ex-Ultramen) e Didi Gloor (Ex-Tequila Baby) subiram ao palco para um pré-aquecimento, baseando o show em covers de hits do rock. Partindo de Queens Of The Stone Age, os caras passearam por Alice in Chains, Nirvana, Ramones e até mostraram trabalho próprio. Bom show, apesar de o som não estar ajudando.
Pelo avanço do horário, já se imaginava que o espetáculo iria terminar bem tarde. “Azar”, era o que o público pensava naquele momento. O bar estava cheio, mais uma vez, tamanho o sucesso desta união.
Formada por Luís Henrique “Tchê” Gomes (guitarra/vocais), Márcio Petracco (guitarra/vocais), Frank Jorge (baixo/guitarra/vocais), Luciano Albo (baixo/guitarra/vocais) e Alexandre Barea (bateria), a banda abre o show com a carismática “Quem Procura Acha”, conseguindo de cara criar aquele clima de “anos dourados” no Bar Opinião. De repente a pista enche e fica agitada.
O show continua com “Carro Roubado” e “Nunca Mais Voltar”.
Durante o show do Tenente Cascavel o som já estava melhor do que na apresentação de abertura – o que acabou sendo mais uma razão pra tornar a apresentação sensacional.
Do clima nostálgico do TNT a banda passa repentinamente à aura descompromissada e despojada dos “garotos maus” do Cascavelletes, em músicas como “Moto”, “Menstruada” e “Morte Por Tesão”, alguns de seus maiores clássicos. Aliás, clássicos aqui são o que não faltam, pois neste extenso set list (22 músicas, além de um medley, contendo outras quatro) fica mesmo difícil apontar o que não se tornou clássico através desses anos todos.
Os hits “Ana Banana”, “Identidade Zero”, “Gata Maluca” e “Entra Nessa”, todos consagrados pelo TNT, também não poderiam ficar de fora do repertório, que foi quase idêntico ao do último show do Tenente Cascavel (detalhe mínimo diante da grandiosidade do espetáculo).
Olhar ao redor e ver gente cantando todas, sem exceção, do início ao fim, não era coisa rara.
O show segue, revelando mais uma vez uma banda competente, bem ensaiada, sem falar na atmosfera de satisfação e bom humor criada pelos 5 músicos.
Uma pequena surpresa na hora do bis: a banda retorna com “Charles Master”. A música, não o vocalista original do TNT, que não participa deste projeto (e, bem como Flávio Basso, o irreverente Júpiter Maçã, não chega a fazer falta).
E o que já era esperado vem para deixar o show completo:
“Lobo da Estepe”, “Sob um céu de Blues” e para a quebradeira final, “Cachorro Louco”. Imperdível.
3:30 da madrugada e os fãs pareciam incansáveis.
Mas a festa acabou e o dia seguinte era uma sexta-feira…Resta aguardar o próximo Tenente Cascavel!
Agradecimentos: Alexandre Barea e Luciano Albo.

Por: Murilo Bittencourt

Fotos: Felipe Grahl

Publicações Relacionadas

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *