Projeto 24 horas de Cultura

Porto Alegre realmente estava contente ao começar a comemoração de seus 237 anos de fundação. Fosse o céu de um azul encantador, a sombra das árvores da Praça da Alfândega, o vento suave que tocava aqueles que saiam dar um passeio ou mesmo a serenidade daqueles, que na metade da tarde, começaram a se juntar entre o museu do Margs e o Memorial para celebrar mais um ano de existência dessa cidade tão querida por tantos. E os que estavam ali sabiam de que forma queriam celebrar essa data que ainda está por chegar; com música, e ao que a programação indicava, de muita qualidade!
As apresentações (Projeto 24 horas de Cultura – Secretaria de Cultura Prefeitura Municipal de Porto Alegre) se iniciaram com a pianista e compositora Bethy Krieger, que apresentava o repertório do seu CD “Pampa Y Piano”, acompanhada de Luizinho Santos (saxofones e flautas), Lucas Esvael (baixo) e Marquinhos Fe (bateria). O show começou com a música “VIP”, seguida de “Balada” e a homenagem “Chacarera”. Num segundo momento se juntaram ao quarteto os sopros de Marcelo Piraino (clarinete, clarone e sax alto) e Anjinho (trompete e flughelhorn) para execução de músicas como “Lagoa”, a conhecida “Partido” e “Falta um Samba”. Uma apresentação deveras rápida, porém, muito agradável, que após seu encerramento com a encantadora “Tempo Frio” possibilitou que os espectadores comprassem o CD diretamente com a pianista.
Dando segmento as apresentações foi a vez de “Nelson Coelho de Castro, Mônica Tomasi & Amigos”, e que amigos, músicos da pesada que deram conta de embalar com antigas e inesquecíveis marchinhas de carnaval a todos que arriscassem levantar das cadeiras. O carismático Nelson Coelho, vestido de um impecável terno branco, foi só sorriso, enquanto executava músicas como “A Jardineira”, “Sassaricando”, “Cabeleira do Zezé”, “Pierrot Apaixonado” entre muitas outras.Era de se perguntar que tipo de repertório, o esperado Vitor Ramil (última atração da noite) levaria ao palco,  considerando que iria tocar depois de uma enxurrada de alegres marchinhas de carnaval. Isso não parece ter sido problema para o músico que após alguns atrasos técnicos deixou a apresentação aberta a pedidos. Iniciando com a conhecida “Não é Céu”, Vitor prova ser músico de repertório variado sem excluir músicas que já estão no gosto popular a mais de vinte anos, falo é claro de “Estrela, Estrela” e “Loucos de Cara” que, aliás, fazia muito tempo que eu não o via toca-la, e acabou ganhando um lindo arranjo, sendo um dos momentos mais interessantes do show.Mesmo cansado por ter recém voltado de viagem, Vitor fez uma apresentação completa e bem humorada, durante todo o show o músico correspondeu a ótima receptividade dos presentes, mesclando os clássicos acima citados com músicas do repertório mais recente, nesse embalo tocou canções como, “A Ilusão da Casa”, “Neve de Papel”, “Invento”, “Astronáuta Lírico” e “A Zero por Hora”. Ainda houve espaço para as já consagradas “Deixando o Pago” e “Querência”, ambas do seu repertório, digamos, “gaúchesco”, que no próximo ano voltará a ser a tônica de seu trablho novo de estúdio, segundo o músico, este material novo contará com poemas de João da Cunha Vargas, musicados por ele.
Vitor ao fim do show deixa de lado qualquer firula e diz ao público que irá tocar a última música, sair e voltar para encerrar. Esse encerramento fica aberto ao público que clama por “Joquim”, o músico diz que a letra é muito grande e que já errou letra suficiente nesta noite, mesmo assim os apelos seguem e carinhosamente o músico cede, pedindo que a platéia lhe acompanhe.
“Joquim”, assim como todas as outras canções, foi interpretada apenas na voz e no violão, e mesmo assim cativou a todos que ali se encontravam. Ao sair do palco, Vitor, mesmo cansado, atendeu aos pedidos de autógrafo, abraços, fotos… Nada como um músico tão querido pelos gaúchos para celebrar mais um ano de Porto Alegre!

Porto Alegre, 21 de março de 2009.

Por: Samuel Nervo e Angelo Borba
Fotos: Samuel Nervo

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *