Roupa Nova no show “Roupa Nova em Londres”

O Teatro do Bourbon Country recebeu neste último sábado, 08 de maio, a banda Roupa Nova, para sua primeira apresentação na capital gaúcha neste ano. Pessoas de literalmente TODAS as idades formavam uma longa fila nas portas do local, que estava com sua capacidade completamente esgotada. Com uma pontualidade londrina (e com o perdão do trocadilho), o Roupa Nova sobe ao palco poucos minutos depois das 21h, para apresentar para Porto Alegre o show “Roupa Nova em Londres”, tocando as musicas inéditas do CD/DVD homônimo gravado no lendário estúdio “Abbey Road B”, onde os Beatles (maior influencia e inspiração da banda) gravaram seus discos de maior sucesso. A banda já ganhou DVD de ouro por este trabalho e também o Grammy de “Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro”.

Após uma engraçada animação onde os seis músicos eram representados por bonecos que passeavam pela capital Inglesa e interagiam com o público do local (chegando a imitar os Beatles na clássica capa do disco onde atravessavam a Abbey Road), Serginho (Bateria e voz), Cléberson Horsch (teclado), Nando (Baixo), Paulinho (Voz e percussão), Kiko (guitarra) e Feghali (teclado e Violão) sobem ao palco para abrir o show com a empolgante “A cor do dinheiro”, do trabalho novo. Em seguida, para delírio e nostalgia pura, dispararam a música que pode ser considerada sem dúvida uma das mais belas composições de toda sua carreira, “Sapato Velho”. Seguiram com os clássicos ao tocar “Linda” e então apresentaram mais uma do disco de Londres, a música de trabalho “Mais feliz”. Paulinho em seguida fez o local inteiro literalmente ‘gritar pra todo mundo ouvir’ com “Volta pra mim”.

Feghali proporcionou um momento curioso e engraçado. Para a música “Cantar faz feliz o coração”, trouxe uma guitarra de corpo rosa, com o desenho da gatinha Hello Kitty estampado no espelho. Esta guitarra já ficou famosa, pois foi utilizada durante as gravações do videoclipe da música. Ao ver a reação espantada do público com o instrumento o (também) guitarrista, ainda soltou a frase: “Vocês tão me achando muito viado assim?”. Dando continuidade ao show, foi apresentado um medley de músicas do Roupa Nova que viraram sucesso na voz de Serginho Herval. O baterista foi até a frente do palco, onde tocava em uma bateria reduzida, enquanto arrancava suspiros de jovens (e nem tão jovens assim) moças, com sua bela voz. Uma pena que só tenham tocado partes destas músicas, pois mesmo apresentando o geral um set praticamente perfeito e de mais de duas horas, todas as musicas desse Medley mereciam ser tocadas na íntegra. São elas: “A viagem”, “Anjo”, “Trem azul”, “Sonho”, “Amar É” e “Começo, Meio e Fim”.

Paulinho então apresenta um rápido solo de percussão e então, novamente um medley. Desta vez, com as rápidas “Felicidade” e “Clarear”, que colocou o Teatro do Bourbon inteiro para dançar. No final de “Clarear”, todas as luzes do local foram apagadas, exceto por lanternas que os membros da banda seguravam. Foi com o rosto iluminado apenas pela luz da lanterna, que Nando iniciou um improviso sobre conscientização e cuidado com o meio-ambiente, precedido pela frase “Agora vamos parar de tocar os seus corações pra tentar atingir suas consciências”. Logo inicia-se então a música “A paz”, um cover de “Heal The World” do rei do pop Michael Jackson. Durante a música foi exibido no telão um vídeo com várias imagens relacionadas ao meio ambiente, amizade e cuidado com o planeta, feito por fãs da banda. O show seguiu com “Coração Pirata”, trilha da novela global “Rainha da Sucata” e com “Reacender (Shine)”, mais uma música do novo trabalho com participação da dupla Ben’s Brothers, que ficou conhecida mundialmente com o hit “Let me out” de 2007. Tocaram ainda “Força do amor”, “À flor da pele” e “Mulheres”.

Na sequencia, ficam no palco somente Kiko e Feghalli, para uma versão acústica belíssima de “Dona”, apresentada somente com violão e voz. Serginho, que gravou originalmente os vocais da música, sobe ao palco em seguida para participar também. Depois de “Meu universo é você”, o Roupa Nova mostrou o que foi sem dúvida o momento mais incrível da noite: uma versão totalmente “a cappella” de “She’s Leaving Home” dos Beatles. Com um arranjo inacreditável somente para vozes, tínhamos apenas os 6 integrantes cantando. Porem, se fechássemos os olhos poderíamos crer sem pestanejar que um coral inteiro estava a nossa frente, tamanha a beleza do que estávamos presenciando . Um dos diferencias do Roupa Nova sempre foi o fato de todos os seus integrantes cantarem excepcionalmente bem e terem um talento absurdo para composição e/ou arranjo. E isto ficou mais do que provado durante esta música. Um momento mágico.

O final desta primeira parte do show é iniciada com um vídeo da cantora Rita Lee dando um depoimento sobre o Roupa Nova e, em seguida, um cover de “Lança Perfume” é executado pela banda. Para fechar com grande estilo, tirando todo mundo do chão, tocaram ainda “Show de Rock And Roll” e “Whisky a Go-go”, de longe o maior sucesso comercial da banda. Para o Bis, mais um medley foi apresentado. Foram escolhidos para fechar a noite, os grandes clássicos de algumas das maiores bandas do mundo. O público presente foi ao delírio com a chuva de confete que ocorreu durante a execução de pedaços de músicas como “Sweet Child O’ Mine” (Guns N’ Roses). “Have you ever seen the rain” (Creedence),”Stay’n Alive” (Bee Gees), “Twist and shout” (Beatles), “Another brick in the Wall” (Pink Floyd), Satisfaction (Rolling Stones), Hotel California (Eagles), We Will Rock You (Queen), Rock Roll All Nite (Kiss) e We Are Champions (novamente Queen). Um encerramento primoroso para um show perfeito do início ao fim.

O Roupa nova é com certeza uma das, senão A melhor banda nacional em atividade e, quiçá, de todos os tempos. Antes das pedras começarem a voar e os xingamentos aparecerem de todos os lados, só ressalto que digo isso deixando completamente de lado o gosto musical ou a preferência por estilos. Me refiro a melhor “banda”, no mais puro sentido do significado desta palavra. Um show de competência, técnica, carisma, produção, música e apresentação. Um show de respeito com seu público. Uma banda fenomenal, fora de série, que está comemorando este ano, os seus 30 anos de carreira e que não deixa dúvida nenhuma do motivo de estarem a tanto tempo na estrada e com tantas músicas guardadas no coração dos brasileiros. Com o perdão do trocadilho pela segunda vez hoje, foi um SHOW do Roupa Nova.

Por: Rodrigo Trapp

Fotos: Karina Kohl



Publicações Relacionadas

1 comentário

  1. Pingback: Tweets that mention Roupa Nova no show "Roupa Nova em Londres" | POA SHOW -- Topsy.com

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *