STOMP em Porto Alegre

No último sábado, dias 4 e 5 de setembro, subiu ao palco do Teatro do Bourbon Country o grupo STOMP – formado por dançarinos e percussionistas de várias partes do mundo, inclusive do Brasil com a participação do baiano Marivaldo dos Santos.

O grupo foi criado em 1991 e hoje possui várias produções, incluindo as que ficam permanentemente em turnê nos Estados Unidos e Inglaterra.

Com suas vassouras e sem dizer uma palavra eles abriram um espetáculo que duraria pouco mais de uma hora e meia e levaria uma platéia inteira ao êxtase com suas coreografias e percussões. De maneira muito divertida eles envolveram o público com suas palmas e batidas e expressões, em um cenário que lembrava um depósito.


O público os assistiu tirar sons animados de latas de lixo, latas de tinta, isqueiros, câmaras de pneus e tonéis, tendo sempre como base as batidas que conseguiam produzir com suas palmas e sapateados, e houve quem usasse, creiam, até sua própria barriga para fazer parte da percussão.

Usando muito humor eles mexeram com a imaginação da platéia ao aparecer com cubas cheias d’água penduradas ao pescoço e fazendo música com potes metálicos e água; difícil de imaginar, mas se você pensar em todos os sons que pode fazer ao lavar a louça talvez fique mais fácil.

O grupo encanta não só pela criatividade, mas por todo seu sincronismo nas coreografias e por deixar o público sempre na expectativa do que vem logo adiante, pois todo um clima de surpresa é criado ao longo do espetáculo.

Não houve quem deixasse o teatro sem a vontade de chamar uma meia-dúzia de amigos, juntar suas bolas de basquetes e as vassouras da vizinhança para sair fazendo seus próprios sons.

Por: Gisa Sauer

Foto: divulgação

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *