AudioFARM Weekend: Mais duas noites de excelente qualidade

 
No último final de semana (10 e 11 de Junho) aconteceu no Eclipse Studio Bar a segunda edição do audioFARM Weekend, projeto com audioFARM em parceria com o Eclipse Studio Bar que conta com o apoio de diversos veículos de imprensa, entre eles o POA Show.
 
       Seguindo o mesmo formato da primeira edição, a noite de sexta-feira foi dedicada ao Pop Rock e a de sábado ao Rock and Roll. Foram seis apresentações bastante distintas em matéria de estilo, porém bastante próximas quando se fala de qualidade do material e dos shows que foram ali apresentados.
Sexta-feira
Skabout
A abertura dos trabalhos na sexta-feira ficou a cargo da Skabout, banda esteiense que faz uma mistura bastante interessante e explosiva de Reggae, Pop, Rock, Ska e o que mais lhes vier à cabeça. Capitaneada por Santo Grahl (vocais e guitarra), e contando ainda com o guitarrista indicado ao prêmio açorianos de melhor instrumentista Isaac WASZAK, a banda abre com a excelente “Bate na Madeira”, canção com um riff poderoso e hipnótico. Destaque para canções que fazem parte do EP de estréia da banda: “Nostalgia” e “Pode Dançar” e a incrível versão para “Imagine”, de John Lennon, totalmente traduzida para o estilo da Skabout. Nota 10.
 
O Quinto
A banda cachoeirense O Quinto já tem algumas conquistas em seu currículo: Além de emplacarem nos playlists de algumas grandes rádios comerciais da capital as canções “Ao Relento” e “Meu Amor”, conseguiram exposição nacional com esta última, escolhida como tema do casal “Max e Fran” no Big Brother Brasil 9. Mostrando entrosamento e um potencial comercial muito grande, a banda agradou e convenceu com muita qualidade nos arranjos.
 
Calibre
       O show da Calibre surpreendeu pela sua qualidade e energia. Soando muito melhor do que em estúdio e apresentando seu novo baterista André Zinelli. O que se viu da Calibre foi uma banda dedicada à própria performance como se aquele fosse o último show de suas vidas. Com canções recheadas de bons refrões (destaque para “Dois Corpos” e “Me Basta!”) a Calibre se mostrou uma banda 100% pronta para ser absorvida pelo mercado, além de ser abraçada pelo público e pela crítica.
 
Sábado
Ladros
       A noite de sábado começa com o show da banda Ladros, apresentando uma proposta diferenciada de Punk Rock. A banda, apesar de nova e de um pequeno contratempo com o instrumento do baixista Gabriel, mostrou muito potencial e energia no palco. Destaque para as excelentes “O Chefe Mandou” e também para “Não Mais o Último”, música de trabalho da banda que entrou na programação de verão da rádio Pop Rock.
 
Overvolt
       A banda Overvolt, com mais tempo de estrada entre as seis da segunda edição, mandou seu Hard Rock moderno com influências de Guns n’ Roses e Velvet Revolver. Após alguns ajustes no som o que se viu foi uma banda madura e muito forte no palco. Vale a pena conferir.
 
Morgan Le Femme
       A banda feminina Morgan Le Femme mostrou um show curto, de cerca de 30 minutos, baseado principalmente em canções autorais e algumas versões. Destaque para a hilária “O Cara do Bar”, que arrancou risos dos que ficaram para conferir o trabalho das meninas.
 
       A segunda edição do audioFARM Weekend foi ainda melhor do que a primeira e levou ao público mais um lote do que está sendo produzido de melhor em matéria de Pop e Rock no Rio Grande do Sul. Outras edições virão e espera-se, naturalmente, que o público faça do audioFARM Weekend um dos maiores e melhores eventos para as bandas novas mostrarem seu trabalho em Porto Alegre. Talento e qualidade para isso, os artistas já demonstraram.
 
       Agora só falta você.
 
 
Por: Marcel Bittencourt
Fotos: Mariele Giovanaz

 

Publicações Relacionadas

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *