Entrevista: Anthrax

 

Na próxima quarta-feira, dia 25, o Anthrax divide o palco do Teatro do Bourbon Country com o Misfits para uma noite muito especial. A poucos dias de sua primeira apresentação em terras gaúchas, Charlie Benante, baterista do Anthrax, nos concedeu entrevista por e-mail, onde fala de música, Metal, Big 4 e a alegria de tocar em Porto Alegre.

 

POA SHOW – Olá amigos. Em primeiro lugar, obrigado pela entrevista. É uma honra para nós.

 

Charlie Benante – O prazer é nosso! Obrigado por nos entrevistar.

 

PS – Esta é a primeira vez que a banda toca em Porto Alegre. Como está a expectativa para o show com o Misfits?

 

CB – Sim, é a primeira vez que vamos tocar em Porto Alegre e estamos realmente ansiosos por isso. O Misfits é uma das nossas bandas favoritas de todos os tempos e é sempre legal tocar com esses caras. Tocamos com eles em sua turnê de reunião em 96 ou 97, se minha memória não falhar. Eles são ótimos.

 

PS – A indústria da música mudou muito, mas o Anthrax permanece forte em seu propósito de fazer Thrash Metal. O que mudou para o Anthrax ao longo dos anos?

 

CB – A indústria musical é algo com o que nós nunca realmente nos preocupamos, porque nós viemos de uma época em que o tipo de música que estávamos fazendo não tinha nenhum espaço. Na época não tinha e nunca poderíamos imaginar que algum dia teria, na verdade. A música ainda flui de maneira forte porque se trata de nossos corações e uma vez que nos reunimos para fazer essa música a sensação é a mesma que nós sempre tivemos, então talvez seja por isso que ainda estamos tocando metal.

 

PS – O Anthrax é um dos “Big 4”. Como foi o convite para fazer parte deste grande projeto?

 

CB –  Lars chamou a todos. Ficamos muito surpresos e honrados por sermos convidados para ser parte disso. Isso significa que fizemos alguma coisa direito.

 

PS – Um grande fã de vocês, Gustavo Lanes, pergunta: “Big 4" foi essencial para o retorno de Joey Belladonna e a formação atual, bem como a gravação do novo álbum, Worship Music?

 

CB – Somos amigos há mais de três décadas e eu acho que o momento era certo para Joey voltar para a banda. Isso nos deu um novo sentido de unidade e força. Com ele, escreveu “Worship Music” e eu acho que este álbum prova que o Anthrax é o seu lugar no mundo.

 

PS – Os fãs brasileiros gostariam de ver o Big 4 aqui. Há algum plano nesse sentido?

 

CB – Quem sabe? O publico brasileiro é grande e todo mundo sabe disso. Todas as bandas têm sua própria agenda atualmente, mas eu espero que isso aconteça em algum momento.

 

PS – Por favor, envie uma mensagem para os fãs que estarão no show de 25 de Abril em Porto Alegre:

 

CB – Espero que vocês venham para ver Anthrax e Misfits e eu prometo que você vai ter um grande show de rock e uma noite inesquecível. Vejo vocês todos em Porto Alegre.

Publicações Relacionadas

2 Comentários

  1. joselito

    Olá,

    Por acaso saberíam onde a banda ficará hospedada em Porto Alegre?
    Quais os horários de vo da banda? Terá alguma sessão de autógrafos?

    Abraços!

    [Responder]

  2. luciano de mello

    Grande show,nota 10,uma aula de thrash,demorou para eu vêlos mas valeu!!Curto o ANTHRAX desde o fistful of metal,prá mim foi uma festa de veneração!!!

    [Responder]

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *