Richie Kotzen: mesclando blues e rock de maneira impar.

Em um show que concentrou músicas dos seus últimos álbuns, Richie Kotzen encerrou a turnê brasileira de divulgação do seu último álbum, 24 hours, lançado em 2011, com um show empolgante e animado. O público que praticamente lotou o Beco, em Porto Alegre, pode conferir também dois grandes sucessos que marcaram a carreira de Kotzen no Mr. Big e Poison.

Com um pequeno atraso de 30 minutos, Richie Kotzen e sua banda, formada pelo baixista Dylan Wilson e pelo baterista Mike Bennett, subiram ao palco do Beco para a alegria do público que aguardava ansiosamente o início do show. Vale lembrar que essa foi a terceira oportunidade que a capital gaúcha teve de assistir ao show desse virtuosíssimo guitarrista, que consegue misturar Rock e Blues de uma maneira ímpar.

Às 18:30hs, os primeiros acordes de “Bad Situation”, música do seu último álbum, “24 hours”, para empolgação do público que cantou junto com o guitarrista do início ao fim. Logo em seguida, outra música do mesmo álbum, “Help Me”, que representa muito bem a versatilidade de Richie Kotzen em misturar sonoridades. Para delírio dos fãs, ele emendou “Shine” e “Stand”, músicas que marcaram sua carreira no Mr. Big e no Poison, respectivamente. Um fato engraçado ocorrido em “Stand” foi ele dizer ao público que essa música agora era dele, referência ao fato de ter sido o compositor da canção. Nem mesmo os pequenos problemas de microfonia durante algumas canções foram suficientes para deixá-lo mal humorado. Richie Kotzen estava completamente à vontade no palco e a química entre ele e a banda que o acompanha é impressionante. O show seguiu com “Fooled Again” onde ele pode mostrar toda a sua técnica e sonoridade. Seus solos sem palheta impressionam qualquer um. Em seguida, uma dobradinha com músicas do álbum “Into the Black” lançado em 2006, “Fear” e “Doing What the Devil Says To Do”.

Sem intervalos entre as músicas, Richie Kotzen introduziu “High” e logo foi seguido em coro pelo público na canção onde pode, mais uma vez, mostrar toda sua competência. Com uma habilidade singular, ele conseguiu tirar da sua guitarra um solo emocionante. É importante dizer que sua guitarra fala através de acordes. “Peace Sign” manteve o ritmo e a sonoridade, seguida pela faixa título do seu novo álbum, “24 Hours”, uma música que é puro rock’n’roll e que foi muito bem aceita pelo público.

Já com quase uma hora de apresentação, “Remember” também emocionou. Na sequencia, a excelente “Paying Dues” também mostra, mais uma vez, como Richie Kotzen é um exímio guitarrista e um ótimo compositor. Luzes apagadas, a banda sai do palco e ao que parece o show havia terminado. Porém alguns minutos depois eles voltam ao palco do Beco para finalizar o show com “Go Faster”, que mostrou definitivamente toda a musicalidade da banda e como o trio está super entrosado. O início da música mostrou o quanto o trio está em sintonia. A ausência de algumas músicas não foi tão sentida pelo público, que ficou com aquele gosto de quero mais, mas muito satisfeito. Com quase uma hora e meia de show, Richie Kotzen e sua banda mostraram que o bom e velho rock’n’roll continua vivo e empolgante.

Set list

01. Bad Situation (24 Hours/2011)
02. Help Me (24 Hours/2011)
03. Shine (Mr. Big – Actual Size/2001)
04. Stand (Poison – Native Tongue/1993)
05. Fooled Again (Go Faster/2007)
06. Fear (Into the Black/2006)
07. Doing What the Devil Says to Do (Into the Black/2006)
08. High (Change/2003)
09. Peace Sign (Peace Sign/2009)
10. 24 Hours (24 Hours/2011)
11. Remember (Get Up/2004)
12. Paying Dues (Peace Sign/2009)
13. Go Faster (Go Faster/2007)

 

Bad Situation

Shine

Por: Hannibal Escobar
Fotos: Karina Kohl

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *