Diego Torres em Porto Alegre

O maior nome do pop latino aportará pela primeira vez no Brasil e fará escala em Porto Alegre, dia 5 de julho, no Opinião. É o cantor Diego Torres, que tem ganhado cada vez mais admiradores ao redor do mundo. Recentemente, o músico lotou o Teatro Gran Rex, de Buenos Aires, em 14 apresentações seguidas. Um feito nunca antes alcançado por nenhum artista na Argentina.

Em maio, o artista começará sua gira europeia. Antes mesmo de desembaraçar no Velho Continente, Diego já tem metade dos shows com lotação esgotada : 21/05 (Barcelona), 23/05 (Bilbao), 26/05 (Valencia), 28/05 (Madri), 30/05( Londres), 06/06 (Paris) e 09/06 (Tel Aviv).

No Brasil, Diego Torres é apadrinhado pela musa Ivete Sangalo. O argentino fez apresentação especial na gravação do DVD da cantora baiana, nos Estados Unidos. Além disso, os dois abriram juntos a Copa America, em Buenos Aires.

Após a apresentação que fará na Capital, Diego tocará dia 7 de julho, em Uruguaiana, fronteira com a Argentina, onde são esperadas cerca de 8 mil pessoas. Em Porto Alegre, o show de abertura será feito pelo músico Marcus Maestro.

DIEGO TORRES

Diego Torres nasceu em março de 1971, em Buenos Aires, Argentina. Desde pequeno, viveu em um ambiente no qual convivia com a arte, já que sua mãe é a lendária Lolita Torres. Diego marcou todo o seu talento e carisma pessoal já na adolescência, quando, em 1989, formou a banda que chamou de A Marca. Da mesma forma que trabalhou em sua banda, Diego passou a atuar como ator na televisão.

Em 1991, o estágio de A Marca chegou ao fim após dois anos de trabalho duro. Diego, então, teve uma certeza: a música e o palco eram definitivamente seu lugar. Nesse período, apesar de várias ofertas para atuar na tela, seu projeto de música capturou sua atenção.

Com uma carreira de mais de 18 anos, firmou-se internacionalmente como um dos mais bem sucedidos artistas latinos.

Discografia

1992 – Lançou seu primeiro álbum, Diego Torres. Sob a produção artística de Cachorro Lopes, alcançou o triplo de platina na Argentina.

1994-1995 – Com produção de Lopes Puppy, lançou seu segundo álbum Tratar de Estar Mejor, caracterizado por uma combinação de ritmos diferentes. Seguindo a estética aberta do álbum anterior, esse novo registro apresentou uma combinação de estilos diversos, como o reggae, as baladas e o funk. O artista argentino teve recorde de vendas nesses dois anos, chegando a vender quase meio milhão de cópias em seu país e na América.

1996 – Edita seu terceiro álbum, Luna Nueva, com produção do italiano Celso Valli, o mesmo que produziu álbuns de Eros Ramazzotti, Giorgia, Miguel Bosé, entre outros. O produtor convidou Diego Torres para participar de um álbum exclusivo em homenagem a Joan Manuel Serrat, chamado Serrat,…Eres Único, no qual mostrou seu talento tocando a música ‘Penelope’.  Essa canção foi executada por um ano nas paradas das rádios nas Américas e também na Espanha, além de ser incluída como faixa bônus na versão argentina de Luna Nueva. Com seu terceiro álbum, Diego começou a fazer shows em várias partes do continente. Também alcançou o reconhecimento como o melhor intérprete masculino, na Argentina. Enquanto alternava as turnês de Luna Nueva dentro e fora de seu país, preparou o conteúdo do próximo álbum e participou como ator em dois filmes argentinos.

1998-1999 – Participou, com um jogador importante, nos filmes “La Furia” e “La Venganza”. Em seguida, novamente com Lopes Puppy, lançou o álbum Tal Cuas Es.

2001 – Diego Torres chega aos seus 10 anos de carreira com Un Mundo Diferente, seu disco de maior impacto e reconhecimento na Argentina e em outros países. Com esse trabalho, Diego Torres teve 15 shows no Luna Park esgotados, cinco indicações para o MTV\ VMALA – no qual foi vencedor eleito pelo público com o vídeo ‘Color Esperanza’. Foi artista nomeado junto a Juanes e a Shakira. Em Porto Rico, levou dois prêmios de melhor canção com ‘Color Esperanza’. A faixa foi eleita espontaneamente em todas as escolas do país como segundo hino nos feriados nacionais. Em 2001, a música foi escolhida como uma mensagem de paz e esperança em todas as rádios da América. O tema também foi usado para levar sua mensagem de esperança e solidariedade à defesa dos valores humanos e ao encontro da sua santidade, o Papa, com a juventude espanhola. Em seguida, foi lançado o Diego Torres MTV Unplugged, concerto ao vivo produzido junto ao Afo Verde com canções como ‘Usted’, ‘Sueños’, ‘Que No Me Pierda’, “Cantar Hasta Morir”, “Déjame Estar” e “Tal Vez” uma das canções dedicadas à sua mãe.

O MTV Unplugged recebeu quatro discos de Platina na Argentina, e foi o disco mais vendido em 2004.  As vendas superaram os 100 mil exemplares no México, e igual no Chile, Perú e Uruguai. Com isso, Diego tocou 15 vezes no estádio Luna Park de Buenos Aires. Ele também fez uma imensa turnê pela América Latina, visitando 54 cidades e 17 países. Seu show ao vivo foi visto por mais de 1 milhão de pessoas. Com uma semana de antecedência, os ingressos esgotaram no Auditório Nacional do México, transformando a turnê Mexicana 2004\2005 em um sucesso de críticas positivas da imprensa e do público.

Diego Torres teve seis nomeações e dois Prêmios Gardel 2005. Também foi eleito pela Camara Argentina de Produtores de Fonogramas e Videogramas (Capif) como “Personalidade do ano 2005”, sendo homenageado em 29 de março na esquina Carlos Gardel. Entre as canções de maior destaque do disco, estão ‘Usted’,  composta e interpretada por Vicentico e Diego Torres.

A mexicana Julieta Venegas e seu acordeom ganharam participação na canção ‘Sueños’. A junção das duas vozes e a doçura de Julieta nessa canção a converteram em uma das versões mais tocadas do disco. Julieta participou também com seu acordeom no acompanhamento de ‘Que no Me Pierda”.

2006 – Diego Torres lança seu sétimo álbum, ‘Andando’. O primeiro single foi ‘Abriendo Caminos’. O álbum foi integralmente traduzido por ele, marcando um profundo crescimento artístico e somando experiências ao seu grande talento como cantor e compositor. O álbum traz 13 novas canções e conta com a colaboração de dois convidados de luxo: o dominicano Juan Luis Guerra – em um dueto na música ‘Abrindo Caminos’ – e o espanhol Joaquín Sabina – que escreveu a letra da música ‘Por la Escalera’ especialmente para esse novo disco de Diego. O álbum foi publicado em toda América do Sul, México, Espanha e EUA.

É sem dúvida o único artista argentino que hoje pode encher dois estádios do Vélez, e que compete com artistas à altura de Shakira, Luis Miguel, Arjona e Sabina. A turnê de “Andando” superou os 100 concertos, realizados em 25 países durante 10 meses. Seu público cada vez mais dá resposta positiva. Isso é perceptível nos últimos cinco anos, quando os fãs lotaram estádios para ver Diego.

2010 – Ocorreu o lançamento de Distinto, seu oitavo trabalho. Dessa vez, por uma nova gravadora, a Universal Music. Seu primeiro single ‘Guapa’ apareceu no topo da maioria das músicas tocadas na Argentina e outros países.  Distinto Edición Especial inclui um CD e um DVD. O CD contém o álbum ‘Distinto’ com seis faixas bônus. Entre elas, ‘Creo en América’ – canção oficial da Copa América de 2011 na Argentina -, e ‘Ahora Ya Sé’, com participação de Ivete Sangalo. Tem ainda ‘Te Puedo Acompañar’, com Florent Pagny; ‘Himno de mi Corazón’, versão da clássica canção Los Abuelos de la Nada; e ‘Guapa’ em versão piano com Noel Schajris – ex integrante do dueto Sin Bandera. O registro traz ainda a canção ‘Reggae para mi Viejo’, que Diego compôs para sua mãe antes dela falecer.

Além disso, essa edição especial inclui imagens ao vivo de concertos de várias apresentações, videoclipes dos sucessos do material bônus separados e inéditos.  Distinto Edición Especial  é o álbum que liderou o projeto mais recente de Diego Torres e será o final perfeito para fãs. O trabalho recebeu o Grammy Latino no Melhor Gravação da categoria. Apresentações deste álbum foram feitas em Los Angeles, Washington, Nova York e Miami.

‘CREO EN AMERICA’ – Canção oficial da Copa América na Argentina 2011

“Pela primeira vez, eu tenho a oportunidade de trabalhar o tema de uma Copa na qual foi uma grande honra para mim e um enorme desafio para unir estas duas grandes paixões que fazem parte da minha vida: música e futebol” (Diego Torres). Os autores da canção foram: Diego Torres, Julio Reyes Copello e J.C Perez Soto. A música conta ainda com a participação de Ivete Sangalo (Brasil) e Choc Quib Town (Colombia).

A faixa foi gravada na cidade de Miami, conta com um mix de sons nativos e modernos. Através da letra de Diego Torres tem a possibilidade de falar da América como um só continente, no qual quer deixar para trás todas as diferenças.

Jogos Pan-Americanos de 2011

Diego Torres foi convidado para cantar no encerramento dos Jogos Pan-Americanos. No evento, estavam presentes artistas como Ely Guerra, Camila, os jamaicanos The Wailers e também Ricky Martín.

Turnês pelo mundo

A turnê Tour Distinto 2011 já percorreu vários países, como Israel, Itália, México, República Dominicana, Porto Rico, Chile, Equador, Panamá, Colômbia, Costa Rica e Peru.Em 2012 Diego Torres participou da celebração de Ano Novo na famosa Times Square New York City.

O argentino foi o artista de destaque da rede americana Univision , na qual todos os países da região puderam ver a transmissão fim de ano.

Tour Europa

Em maio deste ano, Diego Torres fez um tour pela Europa visitando as principais cidades da Espanha, além de fazer shows na Inglaterra e França.

MARCUS MAESTRO

Marcus Maestro é um dos maiores intérpretes brasileiros da música latina em língua espanhola. Com ascendência castelhana e fluente domínio do idioma, o artista criou, em 2006, o espetáculo “En Español”, no qual interpreta os maiores nomes do mercado latino. Esse show, com DVD lançado, já percorreu quase todas as cidades do sul do país e algumas capitais, sempre com enorme sucesso.

Em 2008, Marcus lançou seu primeiro CD autoral, com destaque para a faixa ‘Tu No Me Enseñaste A Olvidar’ – versão espanhola de ‘Você Não Me Ensinou a Te Esquecer’ (Zé Wilson Martins e Fernando Mendes) -, que foi escolhida como trilha sonora em 2012 do seriado “A Grande Família”, da Rede Globo.

A apresentação de Marcus Maestro traz os grandes nomes do rock, pop, cumbia e rumba atuais, como Shakira, Fito Paez, Juanes, Orishas, Los Bacilos, Gipsy Kings e outros, além de alguns de seus próprios temas.

Em 2011, o artista criou, juntamente com o Dj Lopéz, do Uruguai, um projeto binacional chamado La Jira Electro Live, com versões eletrônicas de grandes artistas. O show dessa iniciativa é formatado para as pistas, com grande energia e versões exclusivas produzidas pelo próprio Marcus.

É esse espetáculo que estará abrindo a turnê brasileira do argentino Diego Torres em 2012, com shows em seis cidades do país. No segundo semestre, o show irá para a primeira gira no Uruguai e Argentina.

O nome Marcus Maestro é o principal referente da música latina no sul do Brasil. O artista, atualmente, prepara a gravação de seu segundo CD autoral, que deverá ser lançado até o final deste ano.

 

SERVIÇO

Onde: Opinião (R. José do Patrocínio, 834)

Quando: 5 de julho

Horário: a partir das 21h30

Abertura: Marcus Maestro

Classificação: 16 anos

Ingressos:
Pista :
Primeiro lote: R$ 95,00
Segundo lote: R$ 105,00
Terceiro lote: R$ 115,00
Quarto lote: R$ 125,00
Quinto lote: R$ 135,00

Pista Premium (em frente ao palco):
Primeiro lote: R$ 135,00 [ESGOTADO]
Segundo lote: R$ 145,00
Terceiro lote : R$ 155,00

** Início das vendas dia 25 de maio

Pontos de venda:
Lojas Multisom (Rua dos Andradas, 1.001, Shopping Iguatemi, Shopping Praia de Belas, BarraShoppingSul)

Online: www.minhaentrada.com.br e www.opiniaoingressos.com.br

Informações: (51) 3211-2838

Realização: Oxy Produtora

Related posts

1 Comment

  1. Pingback: Diego Torres em… « As músicas da minha Avó

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *