Playing For Change: Belíssimo espetáculo no palco do Opinião.

Juntar em uma mesma banda excelentes músicos em busca de um resultado à altura do talento de seus recrutados. Esta estratégia vem sendo utilizada na música há várias décadas, desde os tempos do Yardbirds, passando pelas grandes bandas de Rock Progressivo na década de 70, pelos projetos que uniam grandes nomes do Jazz e, mais recentemente, por novas bandas com velhas caras como o Black Country Communion e o Chickenfoot. No entanto, através da Internet, um novo supergrupo surgiu. Endossado pelos milhões de views que seus vídeos acumulam (apenas “Stand By Me” responde por 46 milhões de visualizações) e capitaneados pela figura carismática de Grampa Elliot, grandes músicos de diversas nacionalidades formam hoje o Playing For Change, que viaja o mundo levando um pouco da música feita na rua aos palcos de todo o Planeta. Dia 04 de dezembro foi a vez de Porto Alegre receber a trupe, que fez no Opinião um dos melhores e mais emocionantes shows de 2012 na capital dos gaúchos.

Com um atraso de mais de duas horas, que revoltou parte do público que já lotava as dependências da casa, a banda sobe ao palco com um tema latino. Todos, menos um: Grampa Elliot, o mais famoso e aguardado dos integrantes do Playing For Change, só entra em cena ao final, para um blues. O público ovacionou o sexagenário Elliot. 

A partir dali o repertório contou com músicas bastante conhecidas do público, como “Back To Your Roots” e “Let’s Not Worry”, que trouxeram o Reggae de volta ao palco, o clássico de Sam Cooke “A Change Is Gonna Come”, extremamente bem recebido pelo público, e os pontos altos da apresentação: o medley de “What’s Up”, do 4 Non Blondes, com “Don’t Worry, Be Happy”, a inusitada inclusão de “Sonho Meu”, assim mesmo, em bom português, e, obviamente, a canção que catapultou o projeto ao sucesso mundial: “Stand By Me”.

Ainda em “Stand By Me”, pode-se perceber através dos aplausos todo o carinho e cumplicidade do público, que é mais do que em qualquer outro show, parte deste espetáculo colaborativo. Todos são ovacionados, mas, logicamente, os mais estrondosos aplausos são dedicados à figura carismática de Grampa Elliot, que ao final ainda canta uma canção sozinho, frente a frente com o público, emocionando a todos e deixando aquele gostinho de quero mais, mesmo com uma apresentação extensa.

O Playing For Change é algo muito especial na música, principalmente nos dias de hoje. Uma junção de músicos talentosos e até então desconhecidos se popularizando através da internet unicamente pelo poder de viralização proporcionado por seu público e viajando o mundo com um espetáculo emocionante. Além disso, Porto Alegre conseguiu, através da iniciativa Traga Seu Show, viabilizar coletivamente a produção. Ou seja: um grande exemplo de que a união faz, sim, a força.

Que venha o próximo.

Por: Marcel Bittencourt

Fotos: Doni Maciel

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *