Paul Di’Anno: Uma grande festa de despedida.

               

Já virou tradição. Assim como o Carnaval e a Feira do Livro, ano após ano Porto Alegre recebe um show de Paul Di Anno, eterno vocalista do Iron Maiden que gravou os clássicos “Iron Maiden” e “Killers” e, por conta disso, ocupa até hoje um espaço especial na memória afetiva dos fãs da donzela. Porém, desta vez, o sentimento vigente não foi o de reencontro, mas o de despedida: após 35 anos de estrada o cantor, de 58 anos, anunciou sua aposentadoria dos palcos e agora roda o mundo com a “The Last Tour”. No Brasil, foram nada menos que doze show e no último dia 19 de Abril o Opinião foi palco de uma apresentação histórica.

                A noite começou com a abertura do Scelerata, banda gaúcha de Heavy Metal que atualmente divulga seu terceiro álbum, “The Sniper”, de 2012. Com uma apresentação curta, a banda levantou o público que ainda tomava as dependências da casa. Após um breve intervalo, a banda (que também é banda de apoio de Di Anno no Brasil), retorna para o principal show da noite. Já com a casa cheia, o riff de introdução de “Sanctuary” levantou o público, ávido por uma noite de clássicos do Iron Maiden. Logo a frente da bateria e com a mobilidade limitada (por conta de um problema na perna que o acompanha há muitos anos), Di Anno começa mal: totalmente fora do tom sem respeitar as linhas originais, o que percebeu foi uma atrocidade para com o clássico. “Purgatory”, da mesma forma, não convenceu. Quando tudo parecia perdido, com o Scelerata segurando o show para o vocalista, Di Anno se recupera com louvor. A partir da terceira, “Wrathchild”, Di’Anno se mostra competente e começa a dar a seu público o show esperado. Como é de costume, uma enxurrada de clássicos do Maiden permeados por poucas canções de seus projetos menos conhecidos (Killers e Battlezone), formaram o repertório. Destaque, especialmente, para “Remember Tomorrow”, “Killers”, “Phantom of the Opera” e o bis, com a instrumental “Transylvania” e o hit “Running Free”.

                Durante todo o show, o sorridente Paul Di’Anno se mostrou emocionado com o show que, além de ser seu último em Porto Alegre, ficará eternizado através do registro em DVD. As passagens clássicas de Paul Di’Anno pela capital gaúcha, agora, fazem parte do passado. As lembranças dos fãs do Maiden das noites onde o vocalista original da banda cantou hinos tão de perto são apenas memórias. Di’Anno deixou sua marca e fechou, com chave de ouro, sua história com o público gaúcho. 

Por: Marcel ittencourt

Fotos: Doni Maciel

Publicações Relacionadas

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *