Misfits: para ficar na memória dos fãs de Punk Rock

O último dia 24 de abril foi uma data para ficar na memória dos fãs de Punk Rock. A banda americana Misfits, um dos maiores nomes do estilo e criadora do chamado "horror punk", fez um show que empolgou os fãs que compareceram à Stuttgart. Antes da atração principal, as bandas Peixes Voadores e Witchcraftt esquentaram o público com bons shows.

Por volta das 21h10, a banda sobe ao palco. Ao som da introdução instrumental "The Devil’s Rain", na ordem, Eric Chupacabra (bateria), Jerry Only (vocal e baixo) e Dez Cadena (guitarra) tomam posição para o início dos trabalhos com "Vivid Red" e "Land of the Dead", ambas do úlimo álbum, "The Devil’s Rain". Dando sequencia ao show, o clássico "Scream", do excelente "Famous Monters", levantou o público.

Dali em diante o trio destrinchou sua história em uma verdadeira avalanche de clássicos, permeado por material recente. Enormes rodas se abriram na pista com “Teenagers From Mars”, “Attitude”, “From Hell They Came”, “American Psycho”, “Dig Up Her Bones “e “We Are 138”, que antecedeu a tradicional parada para o bis. Ao retornar, o show que já vinha sendo bom ficou ainda melhor,  com um encerramento muito bem escolhido: “Descending Angel”, “Helena”, o cover de Black Flag “Thirsty and Miserable”, “Saturday Night”, “Die, Die My Darling” (que se tornou ainda mais conhecida após ser coverizada pelo Metallica) e “Halloween”, quadragésima música do setlist, que fechou de forma destruidora o show dos Misfits.

Esta apresentação pode ser considerada a melhor da banda em Porto Alegre. As últimas duas passagens da banda pela capital gaúcha foram muito questionáveis do ponto de vista técnico. Porém, este show, completo (ou quase, faltou a clássica “Bullet”), com 40 músicas no repertório e uma interação muito forte com o público foi algo realmente especial. Longa vida aos Misfits!

Por: Doni Maciel
Fotos: Doni Maciel
 

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *