Cavalera Conspiracy: Destruição. Muita destruição.

No último domingo, dia 14 de setembro, Porto Alegre recebeu um dos shows mais importantes do ano: Cavalera Conspiracy, banda dos irmãos Iggor e Max Cavalera, formada após a saída de Iggor do Sepultura, em 2006. Hoje, às vésperas do lançamento de seu terceiro álbum, “Pandemonium”, a banda fez na capital gaúcha um show memorável para os fãs do Metal nacional.
A abertura ficou por conta da banda paulista Capadócia, que surpreendeu o público, àvido pela apresentação do Cavalera Conspiracy. Ao contrário do que é habitual, não houve o clamor pela atração de fundo, mas fortes aplausos e uma receptividade impar a suas composições próprias e à excelente releitura de “Blackned”, do Metallica.
Pouco depois das 20h20, sobe ao palco o Cavalera Conspiracy, com “Inflickted”, faixa que dá nome ao primeiro álbum da banda. Com o refrão cantado em coro, ficou claro desde o primeiro momento que aquele seria um dos melhores e mais fortes shows do ano em Porto Alegre. Na sequëncia a ótima “Warlord” e “Torture”, do álbum “Blunt Force Trauma” e os primeiros clássicos da noite: o destruidor medley de “Beneath The Remains” e “Desperate Cry”.
Chamando o público a interagir com a banda, Max Cavalera dá tudo de si ao microfone. Mesmo não sendo mais o vocalista que brilhou no Sepultura nas décadas de 80 e 90, o vocalista ainda apresenta energia e personalidade invejáveis. Da mesma forma, seu irmão Iggor (figurativa e literalmente) a camisa e espanca os tambores com a violência que lhe é habitual.

Alternando material do Cavalera Conspiravy com clássicos do Sepultura, ainda houve espaço para músicas novas, do vindouro álbum “Pandemonium”: “Babylonian Pandemonium” e “Banzai Kamakaze” tiveram a mesma receptividade que outras canções já conhecidas do público, servindo como um sinal de que vem aí um álbum de primeira linha. Encaminhando-se para o final, uma sequencia matadora: “Attitude” e “Arise” antecederam o bis, composto por “Orgasmatron” e “Roots Bloody Roots”, que não poderia faltar em uma apresentação apoteótica dos irmãos Cavalera.
Vinte anos após a lendária apresentação ao lado dos Ramones, os irmãos Cavalera voltaram a se apresentar na capital gaúcha. A noite de 14 de setembro de 2014 entra pro rol das noites históricas para o Metal no Rio Grande do Sul. Quem compareceu ao Opinião na noite de domingo voltou para casa com a sensação justificada de ter presenciado a destruição.
Muita destruição.
Que venha o próximo.

Por: Marcel Bittencourt

Fotos: Doni Maciel

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *