Novo confirma Sérgio Queiroz vice de Queiroga em João Pessoa e define nomes em mais 5 cidades

Divulgação

O presidente nacional do Partido Novo, Eduardo Ribeiro, confirmou neste sábado (25), durante encontro estadual da sigla em João Pessoa, a pré-candidatura de Sérgio Queiroz como vice-prefeito na chapa de Marcelo Queiroga (PL) nas eleições desse ano.

O evento ocorreu em um hotel, no bairro de Tambaú, e contou com a participação das principais lideranças da legenda na Capital e no âmbito nacional, além de pré-candidatos a vereador, a prefeito e a vice-prefeito em cidades do estado.

Na ocasião, além de João Pessoa, o partido confirmou pré-candidaturas às prefeituras de Bayeux, com Glicério Feitosa, de Monteiro, com Paulo Neto, e de Jacaraú, com Danilo. A legenda também confirmou pré-candidaturas a vice-prefeito de Major Fábio (Cabedelo), Toinho (Santa Rita) e David (Jacaraú).

Em discurso, o presidente nacional fez duras críticas ao Governo Federal e ao Partido dos Trabalhadores (PT) e disse que o pleito de 2024 é “uma preparação para as eleições de 2026”, quando ele considera que poderá haver um movimento de “virada” pró-liberalismo no Brasil.

João Pessoa

Em entrevista à CBN Paraíba, o pré-candidato a vice, Sérgio Queiroz, disse que a composição da chapa com o PL se consolidou após muitas conversas. “Essa vinculação caminha forte, como sempre. Entendemos que a candidatura de Marcelo se põe como uma resposta a anseios técnicos da cidade”, disse.

A vinda do presidente nacional do Novo para “chancelar” a união é uma das etapas de confirmação da legenda, dentro de instâncias decisórias diferentes. “O Novo não pertence a políticos. A diretoria do Novo é formada por técnicos, então meu nome está posto, dentro do partido”, explicou Queiroz.

Felipe Nunes

Sérgio Queiroz afirmou que acredita na ida da chapa PL-Novo para o segundo turno das eleições em João Pessoa, levando em conta a votação que ambas as siglas obtiveram na disputa para o Senado, em 2022, em João Pessoa.

“Eu creio que essa probabilidade ela é imensa de acontecer. Não podemos ter nenhuma postura, digamos, de orgulho, eu acredito que sim, dada essa divisão, com muitas candidaturas significativas aí no páreo”, disse.

Em discurso, Marcelo Queiroga afirmou que, em eventual gestão, pretende administrar “a quatro mãos” com o vice, e fez críticas à administração do prefeito Cícero Lucena (PP). “Não vamos exorcizar a política, porque fazemos parte dela, mas queremos construir uma gestão técnica”, afirmou.

Eduardo Girão

Chamou a atenção no evento o discurso do senador Eduardo Girão (Novo-CE), um dos protagonistas do ato e expoentes da direita em Brasília. Ao citar a união do campo conservador na Capital Federal, em torno de algumas pautas, ele fez um elogio enfático ao senador Efraim Filho (União) pela relatoria da PEC anti-drogas no Senado.

À CBN, afirmou que tem muito “respeito” pelo parlamentar paraibano, mas que cabe às lideranças locais do Novo e do PL uma tentativa de “costurar” um entendimento com o senador. “O Brasil deve muito a ele, por ser relator dessa PEC, mas aí é uma costura local, e respeito muito as alianças locais”, considerou.

Em João Pessoa, Efraim tem atualmente uma aliança com o deputado federalRuy Carneiro (Podemos), também pré-candidato.

O evento

Felipe Nunes

Assim, o evento do Novo serviu para “selar’ a participação de Sérgio Queiroz na chapa de Queiroga, após muitas conversas e algumas idas e vindas entre o Novo e o PL. Em abril, Sérgio já havia anunciado a disposição de compor a chapa.

Também discursaram no evento o deputado federal Cabo Gilberto (PL), o vereador coronel Sobreira (Novo), o presidente da Juventude do Novo, Pedro Régis, e as representantes da ala feminina do Novo, Cris Rando e Camila Arantes.

Sem categoria