Agência Minas Gerais | Estado participa da segunda edição de circuito sobre biogás e biometano nos estados

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede-MG), participou do Circuito Biogás nos Estados – Minas Gerais, nesta terça-feira (28/5), no auditório da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg).

O evento, realizado pela Associação Brasileira do Biogás (ABiogás) e pela Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig Bioenergia), pretende explorar as particularidades e oportunidades do biogás e do biometano em cada estado, para maximizar o aproveitamento de todo o seu potencial.

Por parte do Governo de Minas, o evento contou com a participação da secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Marília Melo, e do secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio. Ele enfatizou que ações como estas impulsionam a cadeia produtiva desse tipo de energia, que é um importante combustível para a indústria mineira e vai ao encontro da política de descarbonização do Estado.

“Estamos promovendo o desenvolvimento de importantes setores para a transição energética, como é o caso dos biogás e biometano, energia solar fotovoltaica e o próprio lítio, entre outros. Nosso foco é justamente desenvolver cada vez mais as políticas públicas voltadas à transição energética e à geração de empregos considerados verdes”, analisou Passalio.

O circuito contou, ainda, com painéis voltados para o tema, explicitando o cenário internacional e, também, as perspectivas para Minas Gerais.

“É importante ressaltar os atributos e vocação produtiva de cada unidade federativa. Minas Gerais é o maior produtor de biogás do país e tem potencial para crescer muito mais, motivo pelo qual foi um dos primeiros estados a ser prestigiado com o evento”, explica a presidente executiva da ABiogás, Renata Isfer.

Biogás e biometano em Minas Gerais

Minas Gerais se destaca como o estado com maior número de plantas de biogás no Brasil, com 341 plantas em operação. Em se tratando do biometano, o estado possui uma planta em operação e, de acordo com o levantamento realizado pela Abiogás, mais quatro novas plantas serão construídas nos próximos anos, resultando em mais de R$ 3 bilhões em investimentos.

Considerando toda sua capacidade energética, o estado mineiro tem potencial de produção de até 36 milhões de m³/dia.

Em termos de volume de biogás para fins energéticos, foi constatado que o estado de São Paulo concentra 38% da produção de biogás no Brasil, com (1,58 bilhão Nm³/ano), seguido pelos estados do Rio de Janeiro (565 milhões Nm³/ano), Paraná (461 milhões Nm³/ano) e Minas Gerais (425 milhões Nm³/ano).

Isso se deve à presença de grandes plantas de biogás no setor do saneamento, principalmente em aterros sanitários no Rio de Janeiro e ao alto número de plantas instaladas no setor agropecuário em Minas Gerais.

G20 e Transição Energética

O tema também está sendo abordado no “Grupo de Trabalho (GT) de Transições Energéticas” do G20, evento promovido pelo Ministério de Minas Energia no Minascentro, em Belo Horizonte, até esta quinta-feira (29/5).

O vice-governador de Minas Gerais, Professor Mateus, enalteceu os avanços do estado na produção de energia fotovoltaica, etanol e outros elementos essenciais para a transição energética durante a abertura do evento, na segunda-feira (27/5), no Minascentro.

Sem categoria