Alfabetização de crianças na Paraíba cresce 12% após pandemia

Foto: Popó Calixto/TV Paraíba. Foto: Popó Calixto/TV Paraíba

A quantidade de crianças entre 6 e 7 anos alfabetizadas até o final do 2º ano do ensino fundamental em escolas da rede pública da Paraíba cresceu 12% em dois anos. Os dados são do 1º relatório de resultados do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, que foi divulgado nesta terça-feira (28).

VEJA TAMBÉM:

No ano de 2023, 51% das crianças paraibanas estudantes das redes públicas alcançaram o patamar de alfabetização definido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para o 2º ano do ensino fundamental, no qual as crianças se encontram na idade considerada certa para serem alfabetizadas. Em 2021, o indicador ficou em 39%.

Com esse resultado, a Paraíba também superou o desempenho de alfabetização anterior à pandemia de Covid-19. Em 2019, o desempenho apresentado pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) foi de 45%.

Metas do Ministério da Educação para os próximos anos

Para este e os próximos anos, o Ministério da Educação estabeleceu metas progressivas para o estado, que são as seguintes:

  • 2024 – 56% crianças alfabetizadas
  • 2025 – 61% crianças alfabetizadas
  • 2026 – 65% crianças alfabetizadas
  • 2027 – 69% crianças alfabetizadas
  • 2028 – 73% crianças alfabetizadas
  • 2029 – 77% crianças alfabetizadas
  • 2030 – mais que 80% crianças alfabetizadas (percentual considerado ideal)

O patamar paraibano é um pouco menor do que o nacional, que é de 56%. No país, o nível alcançado pela nova política é parecido com o percentual de estudantes alfabetizados no Brasil em 2019, segundo o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), que era de 55%.

Qual a diferença entre o Compromisso Criança Alfabetizada e o Saeb?

O Compromisso Nacional Criança Alfabetizada tem a finalidade de articular ações municipais, estaduais e federais para garantir que 100% das crianças do 2º ano do ensino fundamental saibam ler e escrever.

Para isso, o governo criou uma nova ferramenta de avaliação, capaz de traçar um diagnóstico mais preciso da situação de cada rede.

Antes disso, a principal forma para medir os conhecimentos das crianças era o Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica). Só que o foco dessa avaliação são os alunos do 5º e 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio, que respondem questões de português e matemática.

No Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, as crianças passam por avaliações aplicadas por cada estado e são integradas aos dados do Saeb.

Sem categoria