Comlurb lança primeiro Banco de Alimentos do Rio no EcoParque do Caju – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

As cestas com os produtos atendem famílias em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar – Divulgação

A Comlurb inaugurou, na manhã desta quarta-feira (29/5), no EcoParque do Caju, o primeiro Banco de Alimentos da cidade do Rio de Janeiro. O projeto foi financiado por meio de cooperação técnica com o Ministério Federal da Cooperação Econômica e do Desenvolvimento da República Federal da Alemanha, por meio da Engagement Global e seu Centro de Serviços para os Municípios em um Só Mundo. O Banco de Alimentos conta com a parceria do Supermercado Zona Sul, da cidade de Colônia, na Alemanha, e da Secretaria Municipal de Assistência Social, além do apoio do Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Vigilância de Zoonoses e Inspeção Agropecuária (Ivisa-Rio), vinculado à Secretaria Municipal de Saúde e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

A rede de supermercados Zona Sul doa o excedente de alimentos (frutas, legumes e verduras) não comercializados em suas lojas por estarem fora dos padrões estéticos, mas em ótimas condições nutricionais de consumo. As cestas com os produtos são distribuídas com o apoio da Secretaria de Assistência Social e atendem famílias em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar, começando na região do bairro do Caju, que registra um dos menores IDHs (Índice de Desenvolvimento Humano) da cidade.

– Estão sendo beneficiadas, neste primeiro momento, cerca de 300 famílias por mês, em torno de 4 mil pessoas, com alimentos de alta qualidade nutricional. A distribuição é feita duas vezes por semana, e a quantidade de produtos é de acordo com o número de pessoas na família. Esperamos que o projeto cresça, agregando mais parceiros na doação de alimentos e aumentando cada vez mais o número de atendidos – destacou o presidente da Comlurb, Flávio Lopes.

A Comlurb ainda inclui nas cestas das famílias produtos da horta orgânica do EcoParque do Caju, cultivada com um composto chamado de Fertilub, produzido a partir do tratamento biológico de restos de podas e resíduos orgânicos, promovido pela primeira Unidade de Biometanização da América Latina, que funciona no ecoparque.

O Banco de Alimentos funciona no antigo refeitório do ecoparque, que foi totalmente reformado para o projeto. Os alimentos chegam ao local e passam por uma seleção de qualidade feita por Agentes de Preparo de Alimentos da Comlurb, que são profissionais responsáveis pela refeição em escolas da rede municipal de ensino, sendo preservados na câmara fria.

A parceria com a rede de supermercados Zona Sul é inédita, mas com o governo de Colônia já é o segundo projeto no EcoParque do Caju. Anteriormente, a Comlurb recebeu em doação da cidade gêmea alemã um equipamento moderno para fragmentação e classificação de resíduos de poda, que atualmente processa mais de 450 toneladas por mês. A biomassa gerada neste tratamento está sendo utilizada como combustível para fornos de cerâmica e como substrato para compostagem.

Categoria:

  • 29 de maio de 2024
  • Marcações: alimentos Banco de Alimentos Comlurb EcoParque do Caju familias em vulnerabilidade inauguração IVISA-Rio

    Sem categoria