na CBN, Ricardo admite disputar cargo em 2026

CBN

Há quem interprete que o ex-governador Ricardo Coutinho ‘mergulhou’ politicamente, já que depois da Operação Calvário não foi eleito para outro cargo eletivo na Paraíba, embora tenha disputado os pleitos de 2020 e de 2022. O petista, entretanto, acompanha o que se passa no estado e participa, de Brasília, das articulações visando a cena política estadual. Ele, inclusive, não descarta disputar novamente eleições.

Em entrevista exclusiva, por telefone, à CBN Paraíba, nesta quarta-feira (05), ele admitiu a possibilidade de voltar a disputar um cargo na Paraíba, no pleito de 2026. “Isso passa muito por uma discussão que comecei a ter com a Direção Nacional do PT e passa também pelo presidente Lula”, revelou.

Ricardo explicou que deixou de ser candidato ao Senado em 2018, quando concluiu seu mandato de governador, porque seu objetivo era “jogar com o time” e que, em 2024, seu foco é ajudar na eleição de diversos prefeitos em diferentes regiões do estado.

“Eu quero, em 2025, retomar as discussões com o PT e com o presidente Lula, e saber o que é melhor para o projeto que livre o Brasil da extrema direita. É essa a questão. Se for para disputar alguma coisa, eu estarei e não tenho o menor problema em fazer isso”, considerou.

O ex-governador avaliou que tem “capacidade de gestão e capacidade de representação social”, o que na avaliação dele se perdeu nos atuais gestores. Ele sugeriu que, por essa razão, sente-se preparado para eventualmente retomar as discussões de disputar novamente um cargo.

Ricardo Coutinho, que não descarta disputar o pleito em 2026, disputou os pleitos nos anos de 2020, para a Prefeitura de João Pessoa, e em 2022, para o Senado, mas não se elegeu. Nessas ocasiões, ele enfrentava a turbulência provocada pelas investigações da Calvário.

Avalição do PT na Paraíba

Questionado pelo jornalista Felipe Nunes sobre o desempenho da atual direção do PT na Paraíba, o ex-governador Ricardo Coutinho criticou a posição adotada pela instância estadual em relação ao pleito de João Pessoa.

“Não tem consistência o argumento que algumas pessoas utilizaram de que a eleição em João Pessoa é uma oposição entre o bolsonarismo e Cícero Lucena”, avaliou.

O ex-governador também falou sobre o apoio ao nome do deputado Luciano Cartaxo como candidato do PT nas eleições de 2024. Leia aqui.

Ouça, a seguir, trecho da entrevista veiculada na CBN

Sem categoria