Ronda Maria da Penha prende dois suspeitos de violência doméstica na Zona Norte – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

Guardas municipais da Ronda Maria da Penha (RMP) da Guarda Municipal (GM-Rio) atuaram, na quarta-feira (5/6) e na madrugada desta quinta-feira (6/6), em duas ocorrências envolvendo violência doméstica na Zona Norte do Rio. Os suspeitos foram o filho e o companheiro das vítimas.

Na quarta-feira, as equipes prenderam um homem de 36 anos, suspeito de agredir e ameaçar a mulher de 35 anos, na residência do casal, em Olaria. A vítima acionou as equipes, que foram ao local e encontraram o agressor. Ele confessou que deu tapas, um empurrão e um chute na mulher.

Ambos foram levados para a 22ª DP (Penha), onde o homem ficou preso e vai responder pelos crimes de injúria, ameaça e vias de fato, conforme os artigos 140, 147 e 121 dos Código de Processo Penal, na forma da Lei Maria da Penha. Na delegacia, ficou constatado que a vítima possuía uma medida protetiva, mas que tinha perdido a validade.

A outra ocorrência aconteceu na madrugada desta quinta-feira, no bairro do Riachuelo. As equipes foram acionadas por uma mulher de 52 anos, que pediu ajuda dizendo que o filho, de 35 anos, estava bêbado e fazendo ameaças a ela e a outros integrantes da família.

Ao chegar ao local, encontraram mãe e filho no portão da residência e, de acordo com a vítima, o filho ainda ameaçou tocar fogo no imóvel. Ele foi detido e levado para a 25ª DP (Engenho Novo), onde ficou preso e vai responder por ameaça e vias de fato, crimes descritos na Lei Maria da Penha.  A vítima estava com medida protetiva expedida pela Justiça desde o mês de dezembro de 2023 e é acompanhada pela RMP.

A Ronda Maria da Penha já registrou em três anos de operação (março de 2021 a 6 de junho de 2024) 84 prisões, sendo a maioria por descumprimento de medida protetiva. Ao longo desse período também foram registradas mais de 41 mil ações de acolhimento a vítimas de diversos tipos de violência doméstica, e 6.044 mulheres já foram assistidas pelas equipes da GM-Rio.

Marcações: Guarda Municipal prisões Ronda Maria da Penha violência doméstica

Sem categoria