Monitoramento da qualidade das águas conta com uma nova plataforma





SIMQUA reúne informações, em tempo real, de 20 estações da Rede Automática de Monitoramento do estado



Após dois anos de pesquisa, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) lançou na última quinta-feira (6) o Sistema Integrado de Monitoramento de Qualidade das Águas (SIMQUA). Com dados produzidos pelas 20 estações da rede automática da agência, a nova plataforma permite que a população consulte dados da qualidade das águas dos principais rios e reservatórios do estado em tempo real.

A secretária de Estado de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística de São Paulo, Natália Resende, destacou a importância do sistema. “É mais um exemplo da transversalidade das nossas políticas, já que ao mesmo tempo em que fazemos ações de segurança hídrica e revitalização dos rios, os estamos dotando de instrumentos de controle modernos para um acompanhamento permanente da qualidade dessas águas, é uma sustentabilidade concreta ”, avalia a secretária.

As 20 estações estão instaladas em pontos estratégicos, sendo 10 em mananciais utilizados para abastecimento público, nove em rios impactados por lançamento de efluentes e uma em rio de águas limpas, como área de referência.

Os resultados da medição de Oxigênio Dissolvido (OD), pH, temperatura da água, condutividade elétrica e turbidez são registrados a cada cinco minutos. O acompanhamento contínuo da qualidade das águas permite identificar alterações pontuais, como as motivadas por acidentes ambientais e descargas irregulares de efluentes. Contribui para validar resultados de programas de despoluição, além de orientar o planejamento de ações de controle e fiscalização das fontes poluidoras.

Os dez mananciais monitorados são os rios: Sorocaba; Atibaia; Tietê, em Mogi das Cruzes; Paraíba do Sul, em Pindamonhangaba; Jaguari, em Bragança Paulista; e os reservatórios Billings-Taquacetuba, Rio Grande, em São Bernardo do Campo; Guarapiranga, na capital; Águas Claras, em Caieiras; e Taiaçupeba, em Suzano.

“Este é um sistema único no Brasil”, destacou a diretora de Engenharia e Qualidade Ambiental, Carolina Mariani.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

Sem categoria