Conselho Municipal da Pessoa Idosa e Coordenadoria da Pessoa Idosa da Prefeitura de Sorocaba promovem ações de conscientização e combate à violência



17 de junho de 2024

17:58

Por: Rose Campos

Fotos: Secid/Divulgação

Além de distribuir folhetos informativos sobre o tema e orientar os munícipes a respeito, também foi apresentada uma série de números artísticos com a participação de frequentadores da Chácara e do Clube do Idoso

Como parte das ações em celebração do “Junho Violeta” e do Dia Mundial de Conscientização e Combate à Violência Contra a Pessoa Idosa (15 de junho), foi realizada uma ação, durante o último sábado (15), na Praça Cel. Fernando Preste, no Centro, visando alertar a população sobre esse assunto e promover mais informações a respeito. A iniciativa foi do Conselho Municipal da Pessoa Idosa (CMPI), em parceria com a Coordenadoria da Pessoa Idosa, ligada à Secretara da Cidadania (Secid), que levaram à população, além de folhetos informativos, uma série de apresentações culturais com a participação de integrantes e frequentadores da Chácara e do Clube do Idoso.

As palavras de boas vindas foram dadas pela presidente do Conselho do Idoso, Claudia Rosa, e pelo coordenador da Chácara do Idoso, Sergio Marcelo Soler Sauer. E participaram das atrações o professor Demétrio e seus violeiros, com músicas tradicionais paulistas, em um resgate às raízes sertanejas e rurais do nosso povo, seguido de uma belíssima apresentação de “Dança Gaúcha”, manifestação cultural brasileira encenada pelo grupo de coreografia “Sonhos”, formado na Chácara do Idoso.

O Coral dos alunos de inglês “The Power Singers” apresentou clássicos internacionais com músicas em inglês e italiano. Também a professora Bene, que ensina música na Chácara, conduziu as apresentações do Coral “Cantadores da terra”, com tradicionais músicas brasileiras, mas finalizando com a canção internacional “Amazing Grace”, que também possui versão em português e contou com participação de violino e flauta.

Já o grupo musical Mistura Fina apresentou quatro músicas empolgantes, convidando os participantes idosos e transeuntes a dançar no meio da praça, transformando a atração em um baile.
Na sequência, o grupo “Pérola” realizou uma encenação teatral chamada “Casamanto caipira”, que tirou risos do público.

O “gran-finale” ficou a cargo de Cristina Palau, representante do Clube do Idoso e professora de forró, que levou todos os presentes a se aventurarem na dança, com ritmos empolgantes como o forró, os ritmos dos anos 60 e o pagode. A voluntária Valéria encerrou a programação ensinando todos os interessados a coreografia de “Dancing queen”, do grupo Abba.

As apresentações fizeram sucesso entre o público que prestigiou. “Foi maravilhoso ver a motivação e a disposição dos idosos, que compareceram e interagiram, nos ajudando a conscientizar a população sobre o Junho Violeta. A sociedade precisa perceber o quanto a experiência dos idosos é importante para o futuro de toda a sociedade. Agradecemos imensamente a presença, participação e disponibilidade de todos que estiveram conosco nesse dia, fazendo parte do trabalho de conscientização. Estamos muito felizes com o resultado”, diz Sergio Marcelo Soler Sauer, coordenador da Chácara do Idoso.

Também a responsável pela Coordenadoria da Pessoa Idosa da Secid, Marlene Lopes, ressaltou a importância desse tipo de ação. “Não se trata de comemoração, mas sim de chamar a atenção, da melhor forma, para o dia 15 de junho, uma data instituída pela ONU (Organização das Nações Unidas), como o dia internacional para conscientizar a população sobre a violência contra a pessoa idosa, que pode acontecer de várias formas: física, financeira, psicológica, patrimonial e sexual. Contra isso, temos alguns canais de denúncia de fácil acesso, como é o caso do Dique 100, que pode ser utilizado de forma gratuita e anônima”, ela ressalta.

“Contando com a parceria dos frequentadores da Chácara do Idoso e do Clube do Idoso, com muita música, dança e teatro, pudemos trazer para mais perto a população que transitava pelo local e, então, os conselheiros também tiveram a oportunidade de abordar as pessoas e entregar material informativo que explica sobre as diferentes violências que podem ser usadas contra a pessoa idosa, assim como mostrando quais são os canais de denúncia, que são fortes aliados nesse combate.
Havia ainda uma tenda que foi visitada pelo público e que continha importantes informações sobre os direitos e as leis que protegem o idoso”, destaca a presidente do Conselho Municipal da Pessoa Idosa, Claudia Rosa.

Sem categoria