Romero, o São João de Campina, uma constatação antiga e um ‘fato novo’

Romero

Líder de um bloco com 146 deputados na Câmara Federal, o deputado e ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (Podemos), demonstrou força política ontem. Ele recepcionou em Campina o presidente da Câmara, Arthur Lira, e o senador Davi Alcolumbre – um dos mais influentes no Senado.

O encontro reuniu deputados paraibanos, ministros e lideranças da esquerda à direita. Não foi a única reunião de políticos do São João na Paraíba, claro. Mas foi a que reuniu o maior número de ‘atores’.

Desses encontros todos, aliás, é possível duas observações.

A primeira já antiga: Romero e o prefeito Bruno Cunha Lima (UB) continuam fora da mesma moldura nas fotografias. Nem mesmo Arthur Lira e o São João foram capazes de unir os dois (por enquanto).

Bruno também recepcionou Lira, mas no Parque do Povo. O São João de Romero terminou na Vila Forró, ao lado dos deputados Tovar Correia Lima (PSDB) e Hugo Motta (Republicanos). Enquanto Bruno apresentou a festa ao presidente da Câmara de um dos camarotes, ao lado de Veneziano e Efraim.

Uma outra constatação é a apresentação pública do filho de Romero, Vitor Rodrigues. Com 19 anos, o estudante foi ‘batizado’ ontem junto à classe política.

Vitor é apontado por alguns como um possível vice, em caso de uma recomposição com o prefeito Bruno em Campina – um movimento difícil de ocorrer, a julgar pelos registros juninos em mais um ano.

A idade de Vitor impossibilitaria essa hipótese. São necessários 21 anos para ocupar o cargo de vice-prefeito de Campina. Ele é, contudo, uma aposta de Romero para o futuro. Pode ser usado, por exemplo, em 2026.

Romero e deputados
Romero e Tovar
Sem categoria