Agência Minas Gerais | Instituto de Previdência de Minas Gerais alerta sobre possíveis traumas em dentes de leite

O Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) alerta sobre a importância do cuidado com os dentes de leite e qual ação tomar diante de algum incidente com as crianças, principalmente agora neste período de férias escolares.

Os dentes decíduos, mais conhecidos como dentes de leite, são extremamente importantes na construção da arcada dental das crianças. Em equilíbrio com toda a musculatura oral, exercem um papel imprescindível na mastigação, fonética, deglutição e estética.

A chefe do Departamento de Atenção à Saúde Bucal do Ipsemg, Rosaline Schaper Leitão, ressalta que é de suma importância respeitar a queda natural dos dentes de leite, que costuma acontecer a partir dos 5 ou 6 anos de idade, e evitar sua queda precoce.

“A perda precoce ou trauma severo do dente de leite pode ser prejudicial à criança por diversos fatores: distúrbios fonéticos, má deglutição, infecções na região, perda do espaço para o dente permanente, além de problemas de âmbito psicológico (crianças podem ficar receosas ao sorrir, por exemplo).

Fernanda Bartolomeo, dentista e fundadora do Smile Tips, programa de saúde odontológica parceiro do Ipsemg, orienta que diante do acidente, é importante que todos mantenham a calma.

“A criança sempre buscará aconchego em seus responsáveis; se você se mantiver calmo, ela corresponderá à altura. Em caso de nervosismo, isso influenciará seu comportamento. Após isso, observe se o acidente gerou algum desmaio, inconsciência, vômito ou dores de cabeça. Se isso acontecer, leve imediatamente a criança ao médico. Caso o problema seja somente o trauma dentário, deve-se encaminhá-la ao dentista o quanto antes”, enfatiza Fernanda Bartolomeo.

A dentista reforça que quando a criança sofre um trauma no dente, é de suma importância se ater aos primeiros socorros e já encaminhá-la ao dentista. Ela explica que o dente de leite já tem raiz, e essa raiz está muito próxima do germe do dente permanente que está se formando dentro da boca da criança. Com o impacto, esse dente pode ser afetado. Por isso, o dentista precisa analisar o caso e decidir se vai fazer um tratamento imediato ou se vai acompanhar o caso. 

Primeiros socorros 

Após perceber o trauma na criança é preciso seguir as orientações: 

  • Se o trauma tiver provocado sangramento, limpe a boca da criança com gaze e soro fisiológico (na falta do soro, lave com água filtrada), com cuidado para não machucar mais a criança.  
  • Evite dar chupeta ou mamadeira para a criança até ela ser atendida pelo dentista. A sucção que é realizada no ato pode atrapalhar a cicatrização.  
  • Em caso de fratura do dente, localize o fragmento, lave-o em água corrente e o coloque em um recipiente com leite (de preferência) ou soro fisiológico até chegarem ao dentista.  
  • Caso o dente saia totalmente da boca, não tente recolocá-lo; isso pode prejudicar o dente permanente que vai nascer.  
  • Leve a criança ao dentista no máximo duas horas após o incidente. 

Sem categoria