Nominando vai antecipar aposentadoria e TCE-PB deve ter três novos conselheiros até 2026

Foto: reprodução/TV Cabo Branco

O presidente do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, conselheiro Nominando Diniz, confirmou ao Conversa Política, nesta quarta-feira (11), que deve antecipar a aposentadoria do cargo no fim de 2026. Até lá, segundo ele, outros dois conselheiros também devem deixar a Corte de Contas.

O primeiro a se aposentar deve ser o conselheiro Arthur Cunha Lima, que está afastado desde 2019. Ele deve entrar em aposentadoria compulsória em dezembro deste ano. Em seguida, virá o conselheiro Fernando Catão, no em outubro de 2025.

Nominando disse que pretende dar entrada na aposentadoria no início de 2026. “Nunca tirei férias na vida e a minha ideia é me dedicar melhor à família. Tenho uma propriedade em Princesa Isabel, na minha terra natal, que meus netos nem conhecem ainda. Quero curtir com eles e no tribunal me falta tempo”, comentou.

Os substitutos dos conselheiros serão indicados pela Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) a medida que as vagas forem abertas.

‘Candidatos’ à vaga

Antes mesmo da abertura das vagas de conselheiro do TCE, as articulações em torno das cadeiras já tem movimentado os bastidores da Assembleia Legislativa e até mesmo do governo do estado. Desde o ano passado, o atual presidente da Casa, Adriano Galdino e o deputado Tião Gomes seriam os cotados para as vagas.

Na época, o nome do então procurador-geral do Estado, Fábio Andrade, também circulava na ‘bolsa de apostas’ para uma das possibilidades. Atualmente ele está na corrida pela vaga de desembargador do Tribunal de Justiça da Paraíba destinada à OAB.

Sem categoria